Notícias

Luiz Felipe Siegert Schuch toma posse no cargo de desembargador

single-image

O magistrado Luiz Felipe Siegert Schuch tomou posse no cargo de desembargador na noite de hoje (23/8), em sessão solene realizada no Tribunal de Justiça. Juiz de 2º grau desde o ano de 2015, o novo integrante da Corte manifestou compromisso de buscar práticas para garantir celeridade aos processos e atender melhor à sociedade. Ele atuará na 4ª Câmara Civil do TJSC, na vaga decorrente da aposentadoria do desembargador Joel Dias Figueira Júnior.

“Nosso compromisso, agora, é tentar implementar práticas que possam agilizar o julgamento dos processos que estão represados e que chegam em grande número, todos os meses, a cada gabinete deste tribunal. E, de alguma maneira, auxiliar para que o Judiciário possa atender mais e melhor a sociedade catarinense”, anunciou o novo desembargador.

Trajetória e compromissos

Em seu discurso, Schuch  relembrou passos da própria jornada, desde a infância até a magistratura e destacou o papel da esposa, de familiares e de magistrados que o inspiraram a cada conquista. “Os compromissos do jovem estudante, advogado e juiz se unem e se renovam nesse momento, ao ser guindado ao cargo de desembargador”, reafirmou.

No ato de posse, o magistrado recebeu das mãos da esposa e das filhas a medalha e o diploma da Ordem do Mérito Judiciário Catarinense. Coube ao amigo e desembargador Paulo Henrique Moritz da Silva fazer o discurso de boas-vindas ao mais recente integrante da corte. “O Schuch é daqueles juízes que vestem a camisa, se comprometem a fazer o melhor e o fazem”, enalteceu Moritz da Silva.

Leia também – Juiz de 2º grau Luiz Felipe Siegert Schuch é promovido a desembargador

Natural de Porto Alegre (RS), ele iniciou carreira na magistratura como juiz substituto em 1993 e atuou nas comarcas da Capital, Imaruí, Caçador, Curitibanos, Blumenau, Lages e Balneário Camboriú. O magistrado é mestre e doutorando em Ciências Jurídicas, também doutorando em Meio Ambiente e Sustentabilidade.

A solenidade comandada pelo presidente do TJSC, desembargador Rodrigo Collaço, teve a participação da presidente da Associação dos Magistrados Catarinenses – AMC, juíza Jussara Schittler dos Santos Wandscheer, do 1º vice-presidente da AMC, juiz Vitoraldo Bridi e do conselheiro do Conselho Nacional de Justiça, juiz Márcio Schiefler Fontes. (Com informações da Assessoria de Imprensa do TJSC – Foto – Divulgação/TJSC/Daniella Dalla)