Untitled Document
   
conheca ent-judiciario associados esmesc sala-imprensa
23/09/2014
Alunos tiram dúvidas sobre política em evento realizado no Instituto Estadual de Educação
  No. Acessos: 765

Cerca de 200 alunos do Ensino médio do Instituto Estadual de Educação (IEE), em Florianópolis, aproveitaram a manhã de hoje para tirar as suas dúvidas sobre política e aprender um pouco mais sobre a importância que ela tem na vida dos cidadãos. O encontro fez parte do projeto “Tudo a Ver”, iniciativa da Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC), com o apoio do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE/SC), que reuniu juízes e jornalistas para um bate-papo informal com os jovens estudantes sobre temas ligados ao Direito, aos Poderes do Estado e à Política.

O evento contou com a participação dos jornalistas Moacir Pereira (RBS), Altair Magagnin Jr. (Ric Record) e Elaine Maieski (Band SC) – mediadora -, do presidente da Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC), juiz Sérgio Luiz Junkes, do juiz Fernando de Castro Farias, coordenador do projeto, do juiz eleitoral Carlos Vicente da Rosa Góes, o diretor geral do IEE, Vendelin Santo Borguezon.

O presidente da AMC assinalou que é um direito e também um dever de todos lutar e cobrar do Estado e da classe política um serviço de melhor qualidade. “Pagamos um valor muito alto em impostos e essa indignação é mais do que razoável para uma sociedade que se quer justa. Isso tudo tem que mudar e só vai mudar quando nós não aceitar mais as coisas como elas estão”, pontuou.

Para o coordenador do projeto, o País vivencia hoje uma situação de descrença generalizada, em decorrência da saturação do próprio sistema político. “Para reverter esse quadro, precisamos atacar em três frentes: promover a educação política; fazer a reforma política; e exigir transparência (no trato com a coisa pública)”, assinalou. O juiz Carlos Góes reforçou a necessidade de despertar as futuras gerações para uma nova cultura baseada no espírito de cidadania. “Por essa razão, é importante trabalhar para que eventos dessa natureza se tornem habituais, e não somente no período das eleições”, frisou.

Já o jornalista Moacir Pereira sugeriu que os jovens procurem se aprimorar mais do ponto de vista cultural, lendo mais, assistindo filmes e conhecendo a cultura do seu País e, principalmente da do seu Estado e município. “A formação da cidadania começa pela formação cultural”, destacou, acrescentando que o cenário político brasileiro é “decepcionante” e carece urgentemente de uma reforma política como de depurar o quadro atual.

O jornalista Altair Magagnin Jr., por sua vez, atentou para a força da internet, em especial as mídias sociais. “A política não está sendo discutida, veiculada somente nas mídias tradicionais. Ela está de maneira muito forte nas redes sociais. Por isso é importante estar atento, buscar cada vez mais estar informado sobre os candidatos e sobre a atuação da classe política”, disse.      

O diretor do IEE elogiou a iniciativa da AMC e do TRE e manifestou o seu interesse em dar continuidade a debates do gênero com os alunos da instituição. “Temos que unir forças para que possamos fortalecer cada vez mais esses debates. Não podemos desanimar e jamais perder a esperança de construir uma sociedade mais justa”, sublinhou.

Próximo encontro

O próximo encontro do projeto Tudo a Ver será realizado no Educandário Imaculada Conceição, nesta quinta-feira (25/09), às 10h. Vão participar os jornalistas Upiara Boschi (RBS), Keli Magri (Ric Record) e Elaine Maieski (Band SC) – mediadora -, o coordenador do projeto Tudo a Ver, juiz Fernando de Castro Farias, a juíza eleitoral Bárbara Lebarbenchon Moura Thomaselli, e o professor de Filosofia, Sociologia e Atualidades do Imaculada Conceição, Alan Carlos Ghedini.

O projeto, cujo público-alvo são os estudantes do ensino médio da rede pública de ensino estadual e das escolas particulares, tem como objetivos específicos apresentar aos jovens as instituições democráticas de seu Município, Estado e País; desmistificar e familiarizar os jovens com os temas do universo jurídico e político; estimular a cultura do debate entre os estudantes, tendo como foco assuntos ligados ao exercício da cidadania; e contribuir para que os jovens possam votar de forma consciente nas próximas eleições.

Durante o encontro, será exibido um vídeo sobre o projeto e distribuídas as cartilhas Tudo a Ver Eleições 2014 – Por dentro do Estado, do Poder e da Política. Nelas constam 15 perguntas, cujas respostas explicam de maneira clara, objetiva e de fácil aprendizagem os aspectos importantes sobre a formação do Estado, o funcionamento dos Três Poderes, o papel da política na vida do cidadão, o sistema eleitoral brasileiro e a importância do voto como instrumento de cidadania no processo de consolidação da democracia.

A proposta central do projeto Tudo a Ver é fazer com que os magistrados catarinenses reúnam-se com os estudantes nas escolas de suas respectivas comarcas e repassem a estes um rico conteúdo gerado a partir dos tópicos elencados nos objetivos geral e específicos do projeto.

Clique aqui para ver a cartilha do projeto Tudo a Ver – Por dentro do Estado, do Poder e da Política dirigida aos estudantes.

Clique aqui para ver a cartilha do projeto Tudo a Ver – Por dentro do Estado, do Poder e da Política, com informações sobre como funciona o projeto e seus objetivos, destinada aos magistrados e organizadores.