Untitled Document
   
conheca ent-judiciario associados esmesc sala-imprensa
Representantes de associações estaduais realizam primeiro encontro do ano
08/01/2018 - 18:01:55   No. Acessos: 208

O presidente da AMB, Jayme de Oliveira e os presidentes de associações estaduais, reuniram-se, na última sexta-feira (5/1), na sede da Associação Paulista de Magistrados (Apamagis), em São Paulo, para discutirem o cronograma de ações do evento pela “Valorização da Magistratura e contra a reforma da Previdência” que ocorrerá em Brasília, no dia 1º de fevereiro.

Na mesa de abertura, estavam respectivamente o presidente da AMB, o presidente da Apamagis, Fernando Figueiredo Bartoletti, o coordenador da Justiça Estadual da AMB, Frederico Mendes Júnior, e o diretor de interiorização da Associação Nacional, Francisco Borges Ferreira Neto. A AMC esteve representada no encontro pelos Magistrados Osvaldo João Ranzi (presidente em exercício) e Jussara Schittler dos Santos Wandscheer (1ª vice-presidente e presidente eleita da entidade).

“Conseguimos reunir quase todos os presidentes das associações em pleno recesso. É importante trabalharmos unidos”, disse o presidente Jayme de Oliveira ao dar início à reunião. Na oportunidade, o Magistrado fez uma breve explanação a respeito dos assuntos de interesse da magistratura, entre eles, os desdobramentos da reforma da Previdência, a importância da manutenção do diálogo com os Deputados e Senadores do Congresso Nacional, bem como com os Ministros do Supremo Tribunal Federal.

Em seguida, informou que o evento de valorização da Magistratura será realizado em parceria com a Frentas (Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público), no dia 1º de fevereiro, às 14h, no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados em Brasília.

O coordenador da AMB e presidente da Associação dos Magistrados do Paraná (AMAPAR), Frederico M. Junior, falou sobre o objetivo do evento. “Esse ato conta com dois propósitos: manifestarmo-nos contra a reforma da Previdência e contra os ataques direcionados ao Poder Judiciário, que está sendo retaliado por fazer o seu trabalho na apuração de crimes. O Judiciário tem sofrido muitas retaliações, que vão desde a tentativa de se aprovar uma nova lei de abuso de autoridade e uma lei de violação de prerrogativas de advogados, que na realidade são uma tentativa de limitar ainda mais a atividade investigatória do Estado, especificamente da magistratura, do Ministério Público e da Polícia Judiciária”, ressaltou.

Outro tema tratado foi a realização do XXIII Congresso Brasileiro de Magistrado, que acontecerá entre os dias 24 e 26 de maio deste ano, em Maceió/AL. O XIII Congresso Brasileiro de Magistrados é o mais tradicional evento da magistratura brasileira. De âmbito nacional, ocorre a cada três anos e se reveste de fundamental importância, com os mais significativos nomes do Direito, do Poder Judiciário e da sociedade civil.