Notícias

Departamento de Infância e Juventude incentiva empregabilidade de jovens

single-image

O Departamento de Infância e Juventude da Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC) promoveu, no último dia 17,  um workshop de sensibilização com as empresas da região do Vale do Itajaí sobre a empregabilidade dos jovens atendidos pelo programa Novos Caminhos. Participaram do encontro o diretor do departamento, Juiz Raphael Mendes Barbosa, e a Juíza Simone Faria Locks, titular da Vara da Infância e Juventude de Blumenau e representantes de 15 empresas. 

Dentre os participantes, Altenburg, Bem Vestir Modas, Brandili, By Gus, Cartondruck Gráfica, Ceramfix, Coteminas, Fashioning de Tecidos, FW Ind Produtos de Higiene, Mundi Têxtil, Patrimônio Contabilidade, Plasvale, Tecnoblu, Teka e Thabrulai. 

Para o Juiz, esse encontro foi fundamental para mostrar aos empresários a importância de dar oportunidade para os adolescentes. “As empresas se mostraram engajadas na causa e dispostas a abrir portas para esses jovens. Nossa ideia é proporcionar autonomia financeira para que o jovem acolhido saia independente das instituições de acolhimento”, explica. 

| Assista ao encontro aqui: https://youtu.be/zExJuaKus7Y

O principal objetivo do Novos Caminhos é ajudar crianças e adolescentes que vivem em casas de acolhimento. Muitas estão prestes a sair dessas casas, pelo limite de idade e, por isso, precisam de capacitação e oportunidades para o mercado de trabalho, para que tenham autonomia e independência financeira. 

A iniciativa atende crianças e jovens das 200 unidades de casas de acolhimento em todo o estado. De acordo com um levantamento recente da AMC, atualmente são 104 jovens em aprendizagem, 6 estagiários e 19 já efetivados.  

O programa Novos Caminhos é uma realização da Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC), do Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) e da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc). Também apoiam o programa a Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina (OAB-SC), o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio), a Associação Catarinense de Medicina (ACM) e a Fundação de Estudos Superiores de Administração e Gerência (Fesag).