Notícias

Live aborda aplicação do método sistêmico no sistema prisional

O Grupo de Estudos em Justiça Sistêmica de Santa Catarina vai realizar, na próxima quinta-feira (19), às 19h30, mais uma conversa online sobre a prática sistêmica na solução de processos judiciais. A juíza titular da vara criminal de Indaial, Leila Mara da Silva, conversará com a consteladora, professora e palestrante, Marilise Einsfeldt, que trabalha com constelações familiares e abordagem sistêmica há mais de 30 anos. O tema do evento é “Abrindo o cárcere às Leis do Amor”. 

A magistrada catarinense acredita que por meio do método sistêmico é possível transformar o sistema prisional.

“A abordagem proporciona uma mudança na forma como os detentos e agentes prisionais se vêem como indivíduos. Eles passam a ter um novo olhar para suas vidas, não se vendo mais como vítimas e assumindo a responsabilidade pelas suas escolhas”, explica.

Essa abordagem, que tem como base a filosofia de Bert Hellinger e as leis sistêmicas, busca empoderar a pessoa para que ela tenha condições de buscar recursos internos e perceber qual o melhor caminho para solucionar o seu conflito. “Tudo isso tem reflexo na relação dos detentos, por exemplo, com as famílias, o que acaba reduzindo conflitos e tensões, tão presentes no cárcere”, justifica. 

Em Santa Catarina, a principal iniciativa de aplicação do método no sistema prisional acontece no Presídio Feminino de Itajaí. Desde 2019, o Poder Judiciário, em parceria com o Departamento de Administração Prisional e a Defensoria Pública do Estado, realizam encontros mensais entre as detentas, além de um treinamento com os agentes prisionais. 

A palestrante convidada abordará experiências do Núcleo Permanente de Soluções de Conflitos do Tribunal de Justiça do Amapá, com um projeto implantado em 2017 no sistema prisional feminino. De acordo com Marilise, os resultados foram promissores. “O método trouxe uma evolução, estendendo a ação para a população carcerária masculina e para os adolescentes infratores”, relembra. 

A palestra será dividida em duas partes: uma fala da palestrante sobre as experiências com o assunto e, num segundo momento, o público poderá tirar dúvidas por meio de comentários na live. Para acompanhar, basta acessar o canal da AMC no Youtube no horário marcado. 

Veja as palestras anteriores do grupo no canal da AMC no Youtube.