Notícias

Encontro online da Esmesc reúne magistrados e alunos

single-image

Ocorreu ontem (26), de maneira virtual, o 8º Encontro de Alunos da Escola Superior da Magistratura do Estado de Santa Catarina (Esmesc). O evento reuniu professores e alunos da Escola, além da presidente da Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC), juíza Jussara Wandscheer, do diretor da Esmesc, juiz Rudson Marcos, do desembargador diretor da Academia Judicial, Paulo Henrique Moritz Martins da Silva e dos juízes catarinenses Fernando de Castro Faria, Andréia Regis Vaz, Ildo Fabris Junior, Alexandre Morais da Rosa e Quitéria Tamanini Peres. 

O evento, que durou o dia todo, contou com palestras sobre os desafios do Poder Judiciário, educação híbrida, direito penal e a presença de robôs nos julgamentos. A ideia era proporcionar um encontro entre os estudantes e os professores, com trocas de conhecimento sobre temas atuais no Judiciário. Cerca de 70 pessoas, entre magistrados, alunos e professores, participaram do evento. 

O desembargador Paulo Henrique abriu a sequência de palestras com uma apresentação sobre o cenário do PJSC diante da pandemia do coronavírus. Ele explicou os dados de produtividade, as ações de contingência e o poder da tecnologia diante desse cenário.

“Este foi o ano da transformação e das oportunidades, nos dando a chance de reinventar o serviço de Justiça. O mundo já é outro e nunca mais será o mesmo”, acredita o desembargador. 

O diretor da Escola, juiz Rudson Marcos, também destacou o impacto da tecnologia nas atividades realizadas em 2020. “Hoje muita gente tem um celular com rede 4G, isso proporciona um maior acesso à Justiça e uma democratização para os alunos da nossa Escola”, explica. Ele acredita ainda que é importante levar a Escola para todas as regiões do estado, dando a oportunidade para que diversos estudantes passem por esta preparação antes de ingressar na magistratura. Por isso, de acordo com o magistrado,  o ensino à distância merece destaque. 

A presidente da AMC relembrou, em sua fala de abertura, a passagem pela Escola da Magistratura antes de ser juíza e a importância dos estudos proporcionados pela Esmesc. “Esse encontro me lembrou o quanto a escola me ensinou a estudar corretamente para os concursos e tenho a certeza que, se não fosse a minha trajetória na Esmesc, eu teria maiores dificuldades na aprovação”, relembra. A juíza acredita que o encontro de hoje permitiu uma interação com professores e alunos, que puderam se conhecer e trocar conhecimentos, mesmo que virtualmente. 

Para encerrar o evento, ocorreu o lançamento do livro da Coleção Cadernos da Esmesc “Mediação e Conciliação” da juíza Quitéria e das professoras Jéssica Gonçalves e Juliana Ribeiro Goulart. O livro faz parte da coleção de livros desenvolvidos pela escola para ajudar na preparação dos futuros magistrados. “Esse encontro é uma ótima oportunidade para vocês se aproximarem ainda mais da profissão e entenderem o que essa realidade entrega”, explicou a juíza.